• Equipe Fabio Rocha

Phone booth em espaços corporativos é uma solução criativa


Os escritórios do futuro são criados para impulsionar a integração dos funcionários e incentivar a colaboração. No entanto, esta valorização dos espaços abertos resulta na perda da privacidade dos profissionais quando estes precisam tratar de algum assunto confidencial, profissional ou pessoal. Felizmente surgiu um recurso prático e eficiente para resolver esse problema.

Os phone booths são áreas reservadas dentro do escritório, com o objetivo de criar um ambiente privativo e garantir o sigilo de conversas e informações. São espaços pequenos, para curta permanência, que não devem ser usados como salas de trabalho. Recomenda-se que contem sempre com campo de visão aberto, para evitar a sensação de claustrofobia.

Diferentes modelos são personalizados para combinar com o espaço ao redor. Podem ser fornecidos em versões de trabalho em pé ou com assentos, divisórias drywall ou marcenaria, climatizados ou não, variando muito em acabamento e revestimento. Trata-se de um item essencialmente funcional, que prioriza a privacidade acústica.

No ambiente projetado pela Fabio Rocha Arquitetura para a Dow Agrosciences a cabine de phone booth foi implantada com o objetivo de proporcionar conforto ao usuário para falar de assuntos confidenciais. “Eles [equipe da Dow] compraram muito bem a ideia. Entenderam que o modelo de planta open space trouxe a necessidade do uso do phone booth, pois muitas vezes os funcionários precisam tratar de assuntos que não podem ser compartilhados com o restante da equipe. O recurso é mais prático do que o uso de salas de reuniões ou mesmo o deslocamento para áreas externas”, explica o arquiteto Fabio Rocha.

#arquitetura #arquiteto #arquiteturacorporativa #projetos #gerenciamento #reforma #obra #phonebooth #cabinetelefonica #ambientecorporativo #privacidade #drywall

0 visualização